Rolling in the deep - Versão Habbo


Adele, versão Habbo.

Sabem aqueles joguinhos insuportáveis dos quais seus amigos do Facebook ficam te enviando convites intermináveis para que você faça parte? Que não influenciam em nada na sua rotina, e sequer têm uma qualidade gráfica digna de atenção, e mesmo assim pessoas desocupadas se deixam possuir por tais besteiróis? Pois é... esqueci do que eu ia falar. (...)

Ah, lembrei. Então. Habbo é um jogo desses. Sim, já joguei. Sim, por algumas horas. Sim, eu estava sem nada pra fazer no trabalho e precisava ver o que diabos era aquilo que todos estavam comentando. No Música de Quinta de hoje, quero mostrar pra vocês a melhor referência que já tive desses malditos: a versão Habbo (Rabo? Rabô? Whatever!) de Rolling in the Deep, de Adele! kkkkkk... gente, eu ri. Ficou muito idiota. Muito bom.




Atenção para o pezinho em 1:56. kkkkkk... Seus infames!
Até a próxima!
 

Uma canção sobre o Amor.


@_@
Ah, o amor...
Este é o tema de mais uma estréia nesta semana! =)

Música de Quinta será o quadro onde mostrarei coisinhas musicais-infames para vocês, meus queridos, em algumas dessas quintas-feiras modorrentas. Música-de-Quinta, Quinta-Feira, tendeu? Enfim. E não serão todas as quintas, ok? Quando der. Parece justo pra mim.

Pois bem, sobre a música! Essa música é fantástica, e essa moça também. Ela já fez alguns curtas metragens bacanas, estuda cinema na PUC-Rio, fez rápido sucesso no youtube, onde tem um canal (acesse clicando aqui. rsrs... brincadeirinha, é aqui!), e logo foi convidada para fazer alguns papéis na Globo. O vídeo que quero mostrar hoje foi um material que eu já havia visto há alguns meses atrás, desta garota, e relembrei dele semana passada quando um colega postou em seu facebook. É hilário. É infame mesmo. Sem mais lero-lero, dê uma conferida e diga-me o que achou:





Quem:
Atriz, Cantora e Roteirista Brasileira,
 

Star Wars - Comentado.


Olá, Infames. 
Hoje quero dar início a mais um quadro daqueles super gostosos de se ler. Sim, são sim!  ¬¬



(...) Well... Well... Ok. Comentados. Filmes comentados sob o ponto de vista singular de personalidades infames, desconhecidas, sem noção, ou tudo isso junto - o que é melhor! Porque estes são os pontos de vistas que não lemos por aí. São críticas que nos dão parâmetros, talvez, que nunca seriam alcançados por vias mundanas - até porque alguns são tão idiotas em seu contexto que, sozinhos, não conseguiríamos chegar a este viés. 

Comecemos, então, pelo vídeo que acabei revendo há alguns dias em meu Facebook. Em 2008, uma criança de 3 anos contou tudo que precisávamos saber sobre Star Wars. Sim. E eu amei. E eu concordei. E eu adotaria essa Fofura Infame, e a chamaria de Leia Mariano, e daria a chefia desse quadro a ela. Crítica como ela é, daria uma ótima contribuinte. Vejam o legendado:




Transcrevendo:
Comé que é, branquela?
"Well. Well. Okay. The sand people capture robots and drive, and sell 'em in a garage sale - kinda like a garage sale but except they're selling robots. And no one's gonna buy R2 and the shiny guy - the shiny guy always worries - Luke's gonna buy those. And Obi Kenobi's a kinda teacher. He's teaching Luke how to learn how do to his little light-up-sword. He has to try to block the little pokie ball. He tried to do it without seeing. Obi Kenobi sometimes move things around, sometimes he disappears. Princess Leia got out a jail and out in the spaceship. And they got the big thing that blown up stuff, we blown it up together. It blown up Princess Leia's planet. But don't talk back to Darth Vader - he'll get ya. It's an exciting movie."

Destaque para a passagem the shiny guy always worries e a afirmação com cara de desprezo
Essa menina é um gênio, e eu quero ter uma filha assim. #ProntoFalei.

Aguardem os próximos posts deste quadro, tentarei colaboradores tão bons quanto!
Beijos, Cheiros e Queijos.
 

Feliz Páscoa.





Um material veiculado pelo Programa Avesso,
através de e-mail marketing temático para a Páscoa.

Aproveito para estender a todos meu desejo de que
valorizemos mais a essência desta celebração!  :D

Forte abraço, Gentes!
 

Frase do Dia.



 

Sombras da Noite.



Pois bem, personas, a nova obra cinematográfica do meste Tim Burton (de "Alice no País das Maravilhas", saca, né? ¬¬) explora o mundo vampiresco com uma pitada de bom humor e estética "de matar" (#TrocadilhoInfame). "Sombras da Noite" (Dark Shadows) será um filme baseado no seriado homônimo que rolou nos anos 60 e 70. Nem estreou, diga-se de passagem, e a nova abordagem tem sido recebida com algumas críticas de quem acompanhou o seriado e já se deparou com o toque satírico de Burton nos teasers desta adaptação. É que a obra original seguia um roteiro dramático, mas Tim Burton tinha que assinar com seu estilo podre (que adoro), né? Vejam o trailler:


Como vocês podem notar, o habitual colaborador de Tim, Depp (Johnny Depp, "Inimigos Públicos", cara!), ilustrará Barnabas Collins, um playboy que é amaldiçoado e transformado em vampiro por uma bruxa e permanece anos adormecido. Quando acorda, 200 anos depois, se choca com uma realidade totalmente nova, deparando-se, inclusive, com remanescentes de sua estranha família em um enredo que não poupa elementos fantásticos, como fantasmas e bruxas, além de vampiros e... McDonald's.

Esta é nada mais menos que a oitava parceria de Burton e Depp, e acho-os perfeitos juntos. Além deste, o elenco é formado por Eva Green (“007 – Cassino Royale“), Jackie Earle Haley (“A Hora do Pesadelo”), Bella Heathcote (da série “Neighbours”), Michelle Pfeiffer (!!!) (“Chéri”), Chloë Moretz (“A Invenção de Hugo Cabret“), Thomas McDonell (“O Reino Proibido”), Helena Bonham Carter, claro, (“O Discurso do Rei”) e Jonny Lee Miller (“Caçadores de Mentes”). O roteiro é de Dan Curtis (“A Mansão Macabra”) e Seth Grahame-Shith (da série “The Hard Times of RJ Berger”).

A estréia está prevista para 11 de maio, nos EUA. Já aqui, nesta toca de índio que vivemos, precisaremos esperar até 22 de junho para vê-los nas telonas.